O casamento é o momento em que duas pessoas prometem passar o resto da vida juntas, na frente daqueles que amam. É um momento único de celebração e em virtude disso, o mercado oferece diversas opções para agradar a todas preferências.

Em tempos de crise, muitas pessoas optam por um casamento econômico. Se você é uma delas, se atente a essas dicas para realizar um casamento lindo, gastando pouco.

  1. Convide pessoas próximas.

Se você precisa poupar e não quer abrir mão de celebrar esse momento único com as pessoas que ama, esqueça aquele amigo de faculdade que você não vê há 5 anos. Convide apenas aquelas pessoas que fazem parte do convívio de vocês. Além de economizar muito, a cerimônia e celebração se torna mais íntima e emocionante.

  1. Opte pelo casamento alternativo.

Cerimônia religiosa é caro. Por conta disso, os casamentos alternativos tem ganhado cada vez mais espaço na indústria de eventos e o melhor de tudo: estão em alta!

Para quem não sabe, o casamento alternativo é aquele realizado fora da igreja, como por exemplo: em um sítio ou praia. Dependendo do lugar escolhido para realizar a união, você consegue economizar até na decoração.

Agora, se você não abre mão do casamento religioso, é possível ver os preços da sua igreja ou templo religioso e tentar algum tipo de negociação.

  1. Faça você mesmo o convite.

Que tal criar você mesmo o convite de casamento? Além de sair quase cinco vezes mais barato que os convites tradicionais, o convite fica com a carinha e jeitinho de vocês.

Colocando no papel: um convite tradicional sai em média R$15,00/convite. Se você fizer a arte, comprar papel aquarela A3 (que são mais durinhos) e os envelopes para colocar os convites, tudo sai em média R$3,50/convite. Muito mais barato, não?

Ah! E se vocês não souberem fazer ou não conhecerem alguém que faça, existem milhares de sites que fazem convites personalizados e vendem a arte com um preço acessível.

  1. Coloque a mão na massa.

Organizar um casamento não é fácil, mas também não é impossível. Você pode juntar seus familiares e amigos mais próximos para te ajudar a organizar os preparativos para o grande dia.

Se a sua avó faz docinhos maravilhosos ou uma das madrinhas manda bem na decoração de ambientes, peça ajuda à elas. Você vai economizar MUITO e ainda vai ter uma celebração mais a sua cara.

Lembre-se: tudo que é feito pela gente, se torna mais íntimo. E casamento tem tudo a ver com isso, né?

  1. Escolha um mesmo local para realizar a cerimônia e festa.

Escolher apenas um local para realizar o seu casamento, jantar e festa é economia na certa.

Se você conhece algum restaurante com uma decoração linda e que possui espaço amplo tanto para a cerimônia como para a festa, opte por ele. Além de gastar com a decoração de apenas um só lugar, você pode negociar o valor da janta.

  1. Opte pelo segundo aluguel.

Se você não faz questão de um vestido exclusivo, pode optar pelo segundo aluguel. Além de sair bem mais em conta (dependendo do vestido, sai até 50% mais barato do que o primeiro aluguel), você tem a opção de provar quantos vestidos quiser até achar aquele que tem a sua cara.

Pesquise bastante os preços, prove vestidos de ateliês diferentes até que tenha certeza de que encontrou o certo.

As vezes vale a pena sair um pouco da sua região para procurar vestidos mais em conta e que tem mais a ver com você.

  1. Escolha um Naked Cake ao invés do bolo tradicional.

Os bolos tradicionais geralmente vem cobertos com pasta americana – uma cobertura geralmente enjoativa e cara. Por conta disso, o Naked Cake vem ganhando cada vez mais espaço na mesa de doces.

Geralmente o kilo desse bolo custa em média R$50,00 e 4kg serve muito bem de 45 – 50 pessoas.

Dica de ouro: se optar por esse bolo, esqueça a palavra “casamento”. Tudo que vai essa palavra no meio, custa três vezes mais caro.

  1. Sirva pizza.

Isso mesmo que você leu. Sirva pizza!

É barata, dificilmente alguém não gosta e você sempre pode negociar o valor com o dono da pizzaria.

Há lugares que dão refrigerante de brinde para cada pizza gigante encomendada – o que torna a escolha ainda mais econômica.

Um jantar de casamento sai em média R$40,00/pessoa e ao servir pizza gigante o valor cai para R$15,40/pessoa.

Vale a pena sim ou com certeza?

  1. Economizando em pequenos detalhes:
  • Procure casar em um domingo, os valores de aluguéis são mais baratos.
  • Se servir refrigerante, opte por comprar os de 2l ou mais e sirva-os em jarra. Fica elegante e mais bonito.
  • Se você não faz questão de ter uma banda na sua festa de casamento, crie sua própria playlist. Um DJ cobra no mínimo R$500,00 para fazer algo que você consegue de graça e você ainda pode escolher todas as músicas.
  • Se atente aos preços dos alugueis de terno, as vezes o valor é o mesmo que o de compra. Caso opte por comprar um, escolha aquele que você tenha certeza que irá usar depois.
  • Reserve uma certa quantia para o tão esperado dia. Imprevistos acontecem.